quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Pantanal e Amazônia não terão novas usinas, diz Minc

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, afirmou hoje que o zoneamento agrícola para o plantio de cana-de-açúcar no Brasil deve ser anunciado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pela ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) em cerca de dez dias.

"Ele deve sair no mais tardar em dez dias. O presidente e a Casa Civil estão fazendo os últimos arranjos, mas é certo que nenhum hectare da Amazônia e do Pantanal serão objeto de novas usinas, nenhuma área de mata nativa será desmatada, nenhuma área de produção de alimentos será substituída por cana, porque isso aumentaria a carestia alimentar.

"Segundo ele, a Amazônia e o Pantanal serão preservados no plano. "Se o álcool não for 100% verde, os outros países vão usar o argumento ambiental para criar uma barreira comercial ao nosso álcool. Então, se a gente põe uma usina na Amazônia ou no Pantanal, ou se a gente faz queimada, os países que querem fazer barreira comercial ao álcool brasileiro vão dizer: 'não comprem o álcool brasileiro porque ele está destruindo a Amazônia e o Pantanal'", disse. "Vai haver um anúncio claro que o álcool brasileiro será 100% verde.

"Questionado se ganhou queda de braço com o ministro Reinhold Stephanes (Agricultura), ele respondeu: "Acho que quem ganha é o Brasil, de um ponto de vista ambiental e do lado internacional."

Fonte: Folha Online

Nenhum comentário: