terça-feira, 23 de abril de 2013

História de uma muda: Cabaça Coité – Coitezeiro


A Cabaça Coité 

O coitezeiro, árvore pequena que ramifica soltando galhos desde sua base, é muito chamativa, pois além dos galhos serem aglomerados de folhas verdes e vistosas, sempre tem uma Cabaça grande e circular como uma árvore de natal.

COITÉ vem do Tupi Guarani e significa “vasilha, panela ou cuia”. Também é chamada de Cuieira e Cuia de Árvore ou Cabaça de árvore (Crescentia Cujete) da família das Bignoniaceae.


Os índios tem uma grande influência no uso desta cabaça, devido a forma circular transforma-o em um recipiente para servir água ou guardar alimentos preparados, pequenas taças de uso ritual e na confecção de alguns instrumentos sonoros. 


Atualmente o coitezeiro é muito usado em ornamentação paisagística em hotéis e praças. Há também registros de sua utilização medicinal em xaropes, usados como purgativo, expectorante e antitérmico, ou cataplasmas indicadas contra dores de cabeça.

No Recanto Ecológico Rio da Prata fizemos as mudas através de 2 cabaças secas vindas da região de Coxim.

Abrimos a cabaça com muito cuidado para extrair a polpa com as sementes e não danificar a casca, logo após colocamos para secar e plantamos em seguida.


Em aproximadamente 20 dias as sementes estavam todas germinadas e daí foi rapidinho, abriram-se os cotilédones e após 3 dias começaram as primeiras folhas, com quatro meses ficaram prontas para o plantio com 40 cm de altura.

Agora temos no viveiro mudas grandes e sadias e algumas plantadas no quintal. Quando tiver passando pela região de Bonito e Jardim no Mato Grosso do Sul, sinta-se convidado a visitar e conferir junto com as belezas naturais da região o viveiro de mudas nativas do cerrado da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Fazenda Cabeceira do Prata.
 Texto e fotos de Osvaldo Esterquile Júnior (Colaborador do Grupo Rio da Prata)



8 comentários:

Claudio Pinto Nunes disse...

então! pessoal, olha: visitei o parque de Inhotim em Minas Gerais e conheci esta planta, a Cabaça Coité, e fiquei muito interessado nela... sou arquiteto e trabalho com paisagismo, também tenho um viveiro doméstico de mudas ornamentais nativas e em risco de extinção...
pois eu gostaria imensamente de comprar sementes ou até mesmo mudas desta planta.
espero que vocês possam me ajudar...
moro em Pelotas, RS, e meu e-mail é pintonunesclaudio@gmail.com
aguardo notícias de vocês
obrigado e abraços

Livalda Rocha disse...

Gostaria de conseguir uma muda

Shirley G. Hahn disse...

Olá pessoal! Estou encantada com essa planta.Ganhei algumas de um amigo , aliás , dúzias, e resolvi criar alguns trabalhos decorativos.Ao abri-las com cuidado , retirei a polpa , sequei as sementes , muitas , e plantei. Estou ansiosa para ver as minhas primeiras cabaças crescerem. É uma planta maravilhosa.Estou descobrindo infinitas utilidades , além de muito decorativa.Ainda tenho muitas sementes.Há! Adorei esse Blog!Parabéns! Abs

Blogueiro disse...

Olá Claudio, muito obrigado pelo contato. Nosso viveiro de mudas são de árvores nativas e afim de uso pessoal nos projetos ambientais e paisagísticos da fazenda, pois temos uma RPPN e sempre estamos buscando melhorar o fragmento florestal. Outro uso que fazemos das mudas é a doação para os projetos de reflorestamento desenvolvidos por uma Ong regional IASB – Instituto das Águas da Serra da Bodoquena.
Nosso foco realmente não é comercial, mas não teríamos problema em te encaminhar ou trocar sementes com você, no momento não tenho sementes e nem mudas de cabaça coité, mas vou verificar com nossos amigos e parceiros do pantanal e caso encontre entraremos em contato por e-mail.
Tenha um bom dia e excelentes produções!

Blogueiro disse...

Olá Livalda, nós sempre temos mudas em nosso viveiro, porém não é com o foco comercial, então não encaminhamos. Mas.. se tiver passeando no Mato Grosso do Sul não deixe de nos visitar e espero ter uma muda disponível para você. Obrigado pelo contato!

Blogueiro disse...

Olá Shirley!
Ficamos felizes com o elogio, que bom que está fazendo mudas, nos conte como está sendo a experiência e se tiver dúvidas estamos à disposição. Tenha um bom dia e assim que possível nos envie uma foto (contato@gruporiodaprata.com.br).

Rogério h Gaspar disse...

Olá pessoal. Bom, eu trabalho com coite, faço artesanato com elas. Gostaria de saber como faço pra plantar as cementes e se é possível plantar através de galhos? Vou deixar meu contato. Email: rogeriohenrique.34@hotmail.com

Rogério h Gaspar disse...

Outro contato, mas eu mais olhado o outro email.
Rogeriohenrique.british@gmail.com